DECIMAR BIAGINI

DECIMAR BIAGINI
Advogado e Poeta Cruzaltense

Entre em contato com o advogado Decimar Biagini

Nome

E-mail *

Mensagem *

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Soneto do Duelo



Ontem a noite, encontrei minha parte racional
Estava deitada na cama, ela cheia de defesas
Sempre encarava a vida conforme seu manual
Mal sabia da minha fama, eu cheio de proesas

Travaram-se conjunções e discussões
Relatos de decepções, lágrimas e incertezas
Gemidos, delírios, fantasias e provocações
Cenário de guerra, entre mordidas e delicadezas

Eis que termina a grande batalha
Em casa registro tais situações
O amor cortou-me com sua navalha

Surge então a reflexão natural
É aí que o poeta se atrapalha
Entre a verdade e o surreal

(Decimar Biagini, 23 de outubro)
video

Um comentário:

Anna Polak disse...

Enfim encontrei um lugar de paz, mesmo diante das confusões dignas dos poetas!
Ler meus sentimentos em suas palavras e ainda surpreender-me com tudo o que faz.

Enfim encontrei seu blog! ;)
Nós almas sedentas de boas palavras agradecemos!

De, não canso de dizer que adoro tudo o que vem de você! Não seria suficiente parabenizar seu talento, no mínimo preciso agradecer por quem você é. Me sinto muito feliz por encontrar alguém tão raro! Beijinhos meu anjo..

Qual tema nos poemas mais te atrai?